JANAÚBA (Fernando Lucas) — O presidente dos Consórcios União Geral e União da Serra Geral, prefeito de Nova Porteirinha, Juracy Jácome tão logo assumiu a direção dos mesmos traçou metas, junto à sua diretoria e seus pares prefeitos da região. Entre estas metas estava a criação de um consórcio intermunicipal e específico para a área de saúde. Com este intento, diversas reuniões foram levadas a efeito para se buscar este fim, como uma que aconteceu ainda em fevereiro, onde os prefeitos, bem como secretários municipais de saúde, reunidos em um Fórum para tratar deste e de outros assuntos, decidiram por esta criação.

 

De lá para cá diversas ações foram traçadas e efetivadas, culminando com uma reunião ocorrida no último dia 14 de setembro, quando 11 dos 15 secretários municipais de saúde da região estiveram reunidos, sob a coordenação do presidente Juracy Jácome e do superintendente do Consórcio União da Serra Geral, Horácio Cristo Barbosa e enfim deu-se início a elaboração do projeto visando a criação desta importante ferramenta para tratar da saúde regional. Desta reunião saiu uma comissão, composta por alguns secretários que se reuniram, nesta última quinta-feira na sede do Consórcio e decidiu-se por começar a elaborar o projeto final para esta implantação.
Estiveram reunidos esta semana, as secretárias municipais de saúde: Cecília Moreira Freitas, de Janaúba; Rafela Almeida Aguiar, de Verdelândia e Linda de Cássia Batista Rodrigues, de Pai Pedro.

Também estiveram presentes a secretária executiva do Consórcio União Geral, Marcilene Jácome de Souza; o superintendente do Consórcio União da Serra Geral, Horácio Cristo Barbosa e o assessor jurídicos dos dois consórcios, o advogado Adilson Silveira.
Naquela oportunidade foram apresentados alguns modelos de gestões de consórcios com sucesso em outras regiões e começou a ser traçado o estatuto do Consórcio a ser criado na região da Serra Geral de Minas. Tão logo seja avaliado, item por item do estatuto, uma assembleia geral envolvendo os prefeitos da região será realizada, ainda em outubro, para a aprovação do mesmo e a definitiva criação do consórcio específico para a área de saúde.

Para o presidente dos Consórcios União Geral e União da Serra Geral, Juracy Jácome esta seria uma grande alternativa para os problemas enfrentados pelo setor. Ele lembra que o atual Consórcio União Geral (de caráter privado) cuida do Serviço de Transporte de Saúde, porém encontra-se com uma frota de ônibus velha — 2008. “Para trocar esta frota já mantive contatos com o governador do Estado Fernando Pimentel e solicitei a troca dos veículos. Porém, esta possibilidade esbarra na burocracia, uma vez que, por ser o Consórcio União Geral de caráter privado dificulta, e que teria que se criar um novo de caráter público e exclusivamente voltado para a saúde”, explica Juracy Jácome. Ele salienta que, além deste serviço de transporte, com a criação do consórcio de saúde diversas ações seriam traçadas e efetivadas na região pelo consórcio atendendo as necessidades dos municípios, facilitando os trâmites burocráticos em algumas questões e alavancando e dinamizando o setor, uma vez que o planejamento estratégico para a área seria traçada de forma coletiva, ou seja, mais encorpada e com mais força junto aos governos estadual e federal. Assim, o atual modelo do Consórcio União Geral seria extinto.

“Estamos buscando sanear as dívidas encontradas nele para extinguí-lo e começarmos uma nova caminhada com o consórcio público”, diz o presidente Juracy Fagundes Jácome.
De acordo com o superintendente do Consórcio União da Serra Geral, Horácio Cristo, a expectativa é de que este Consórcio, após passar por todos os trâmites legais e aguardar o prazo regimental, já deva entrar em funcionamento no primeiro semestre de 2018.

Para a secretária executiva do Consórcio União Geral, Marcilene Jácome de Souza, a criação deste consórcio específico para atender as demandas da área de saúde, traria muitos benefícios para a região, pois facilitaria as ações que seriam desenvolvidas em conjunto com todos os municípios.