Café da manhã com o tradicional biscoito de queijo, almoço com o cobiçado frango caipira e ao entardecer o privilégio de presenciar as maravilhas do fenômeno da natureza tendo como pano de fundo a cachoeira do Serrado, na chamativa Serra Geral que completa a potente Serra do Espinhaço. Na memória, toda a beleza e a saudade de um retorno a esse encantado local.

Isso foi o que se pode absorver do curso de capacitação sobre turismo realizado pelo Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento dos municípios da Serra Geral de Minas (União da Serra Geral), presidido pelo prefeito de Nova Porteirinha, Juracy Fagundes Jácome, no dia 27 de fevereiro, em área da cachoeira do Serrado e do Parque Estadual Serra Nova e Talhado, no município de Porteirinha. A organização foi do Circuito de Turismo da Serra Geral (Serratur).

Secretários, diretores e conselheiros de turismo dos municípios da Serra Geral participaram da capacitação a qual objetiva proporcionar o incremento no turismo da região aproveitando, inclusive, a potencialidade dos recursos hídricos e do ecoturismo que cada localidade oferece. O Serrado é um exemplo clássico da importância do turismo na economia e no desenvolvimento social.

A comerciante Zilda é uma entusiasta quando se fala da potencialidade do turismo em Porteirinha. Juntamente com a família, ela decidiu investir nas proximidades da famosa cachoeira do Serrado. A culinária é o forte dessa comerciante que aproveita a sobra do terreno para a plantação de hortaliças, legumes e criação de aves, nesse caso, o frango caipira que é muito procurado. Zilda prepara a refeição e até fabrica doces caseiros. Ao lado do modesto restaurante ela amplia a pousada. “Não tem vaga para o carnaval”, respondeu Zilda que ao lado do esposo “Bengala” tem verificado empreendimentos similares em outras regiões do estado e fica contente sabendo que, mesmo ainda sem toda a infraestrutura, o Serrado é melhor.

Durante a capacitação sobre o turismo na região da Serra Geral de Minas foram definidas estratégias a serem adotadas.
Novos empreendimentos habitacionais, no estilo pousada, têm avançado pelas imediações do Serrado. O mercado imobiliário está aquecido. Um terreno de

O que até pouco tempo era um local de pouca habitação, hoje já se desenha um complexo turístico com pousadas e recantos para descanso, lazer e entretenimento. É claro que essa mudança do cenário ainda é gradativa. Mas, o impulso do turismo ecológico e rural no Serrado é um parâmetro para o aquecimento desse mercado que agrega valores na geração de emprego e renda aproveitando a oportunidade que a região oferece.

O prefeito Silvanei Batista, de Porteirinha, é entusiasmado com essa potencialidade em seu município que recentemente ganhou fôlego diante da certificação do queijo artesanal que é produzido em larga escala em Porteirinha e região e abastece os grandes centros urbanos. “Está sendo consolidada a nossa potência no agronegócio e no turismo”, cita Silvanei.

O turismo na região da Serra Geral de Minas é fortalecido diante dos investimentos constatados nos municípios de Janaúba, Nova Porteirinha, Serranópolis de Minas, Porteirinha, Mato Verde, Monte Azul e Rio Pardo de Minas, que contam com as opções de cachoeiras e lagos, assim como o ecoturismo e o turismo rural verificado em Catuti e pelos aspectos naturais no parque Caminhos dos Gerais que envolve os outros municípios dessa região situada no extremo norte do Estado.