Mato Verde

A economia do município é essencialmente agrícola, apesar da pouca aptidão agro-climática. Prevalece o minifúndio rural. Os pequenos produtores – de 0 a 50 ha – correspondem a grande maioria: 4.000 de um total de 4.150 produtores rurais. Há uma deficiente infraestrutura das propriedades rurais e a descapitalização geral do setor. Entretanto, as terras, de um modo geral, são férteis e com declividade favorável a motomecanização.

Em Mato Verde a principal riqueza foi o algodão. Desde 1885 já existia o beneficiamento de algodão em máquinas movidas a bois. A cidade foi classificada na década de 80 como um dos maiores produtores de algodão de Minas Gerais. A atividade agrícola no município sempre foi vítima da má distribuição de chuvas, a pragas da lavoura que, aliado à baixa produtividade, comprometeu economicamente a atividade por muitos anos. A falta de estradas vicinais, energia elétrica, unidades armazenadoras, cooperativas e outros aspectos de infraestrutura de apoio à produção contribuem para os problemas sociais aqui evidenciados.

Todavia, o prefeito da cidade vizinha (Zinga – em Catuti) têm contribuído com o apoio total e solicitação aos bancos regionais para financiamento de produtores de toda a região na cultura de algodão transgênico, o que vem trazendo resultados positivos para diversos produtores que aderiram ao programa desde 2007, e que promete mudar a realidade de toda a região, voltando a produzir a mesma quantidade ou mais do que na década de 80.

Igreja Matriz – Mato Verde

História

O povoado de Santo Antônio da Rapadura foi fundado em 1º de janeiro de 1873, por coordenação do bispo da diocese de Diamantina, Dom João Antunes dos Santos (hoje nome de uma rua no bairro São Bento na cidade). O município, com o nome de Mato Verde, foi criado pela lei nº 1.039, de 12 de dezembro de 1953 e instalado no dia 1º de janeiro de 1954. Seu primeiro prefeito foi o Dr. Waldir Silveira e o primeiro vice o Sr. Hermínio Fernandes Silveira, eleitos para um mandato de quatro anos.
Geografia

O município está localizado no Norte de Minas Gerais, a 550 metros de altitude, no polígono das secas (semi-árido mineiro), região da Serra Geral. Possui área total de 474,446 km², sendo que a área do perímetro urbano é de 78,5 km². De clima quente e seco, apresenta temperaturas médias entre 20° e 30°. Em 2004, o número de eleitores era de 9.117, de uma população total de 13.185 habitantes. A parte urbana corresponde por 70,9% deste contingente, enquanto a rural 29,1%.São 6.535 homens e 6.650 mulheres.