Estruturação da entidade vai alavancar

setor do turismo regional

Turismóloga Niviany Silveira alertando para a necessidade de adequação dos municípios
Presidente do Consórcio União da Serra Geral, Eujácio Rodrigues colocando a entidade a disposição para apoiar o Serratur

JANAÚBA (Fernando Lucas) — Com objetivo principal de apoiar a estruturação dos destinos, a gestão e a promoção do turismo, visando o desenvolvimento regional, o Serratur (Circuito Turístico da Região da Serra Geral de Minas) vem, através do Consórcio União da Serra Geral, se reorganizando para adequação às portarias governamentais. Como a Portaria 313, de 03 de dezembro de 2013 do Ministério do Turismo que implanta o “Mapa do Turismo Brasileiro”.

Inclusive, dentro desta sua reestruturação, o Serratur trocou parte de sua diretoria, tendo assumido a presidência o prefeito de Catuti, José Barbosa Filho, Zinga, incansável defensor do turismo regional. Ele substitui Walter Abreu, secretário na prefeitura de Janaúba.

Zinga, juntamente com Eujácio Rodrigues, prefeito de Pai Pedro e presidente do Consórcio União da Serra Geral estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, dia 6, na sede da entidade, junto a representantes do setor de turismo de diversos municípios da região, para, justamente nivelar as informações desta proposta.

Para tanto contaram com a colaboração da Turismóloga e gestora de Turismo, Niviany Silveira, experiente no assunto, uma vez que ajudou na fundação do Serratur há cerca de 10 anos. Ela, inclusive, acredita que agora com um presidente prefeito, o Serratur conseguirá, com maior facilidade, uma interlocução com os prefeitos envolvidos, “uma vez que falam a mesma língua, sabem dos problemas inerentes de uma administração municipal, mas também entendem a necessidade de se investir no turismo regional”, destaca ela.

Em 2016, a partir da Portaria 268 de 28 de dezembro de 2016, do Ministério do Turismo, o Mapa do Turismo passou a ter atualizações bienais utilizando critérios definidos pelas Portarias do Ministério do Turismo e pelos Órgãos Estaduais de Turismo.

Para a atualização de 2019, foram apresentados novos critérios pela Portaria n° 192. Com base em tal Portaria, a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais elaborou um documento a fim de orientar os procedimentos a serem desenvolvidos pelos Circuitos Turísticos junto a seus municípios associados.

E, com este objetivo é que a reunião foi convocada. Todas as informações pertinentes para a adesão dos municípios no Mapa do Turismo estão sendo repassados pelo Serratur, no intuito de absorver todos os municípios da região que compõem a jurisdição do Serratur e do Consórcio União da Serra Geral, que serve como apoio. Inclusive a sede do Serratur se encontra instalada nas dependências do Consórcio União da Serra Geral.

Segundo informou a Turismóloga Niviany, de acordo com a Lei Estadual nº 22.765/2017, para constar no Mapa do Turismo Brasileiro 2019, os municípios deverão obrigatoriamente atender alguns requisitos. Ela inclusive se dispôs a repassar seus conhecimentos para que os representantes de cada cidade se inteirassem de como proceder ou até mesmo cuidar de viabilizar esta adesão.

Entre estes requisitos básicos, os municípios terão que Fazer parte e participar ativamente da Instância de Governança Regional; Indicar um Interlocutor municipal titular e um suplente responsável pela interlocução do Programa de Regionalização do Turismo; Manter o Conselho Municipal de Turismo ativo; Elaborar, caso não exista, ou atualizar o planejamento estratégico municipal do turismo, integrando-o ao da região turística; Apoiar o desenvolvimento do turismo regional, em cooperação com os demais municípios da região turística e manter as informações atualizadas junto a Instância de Governança Regional – IGR e ao Órgão Estadual de Turismo entre outras ações que devem ser desencadeadas.

O novo presidente do Serratur, Zinga, se disse feliz em assumir a função, uma vez que se sente tranqüilo, pois vê no setor do turismo regional uma grande fonte alavancadora econômica para a Serra Geral. Destacou o fato de os municípios se adequarem e se enquadrarem nos quesitos governamentais para assim conseguirem recursos que proporcionem o desenvolvimento do setor em suas cidades, como ele já vem fazendo em Catuti, onde é prefeito.

“Desde quando fui prefeito em outros mandatos sempre busquei fazer o certo e o melhor para o setor de turismo em nosso município e região, uma vez que fui apoiador do Serratur desde a sua fundação. Porém, sucessores meus e outros mandatários de cidades vizinhas não tiveram esta mesma sensibilidade e o setor ficou a míngua. Vamos, agora, com trabalho e dedicação, recuperá-lo”, disse o presidente do Serratur.

Eujácio Rodrigues, presidente do União da Serra Geral disse, durante a reunião, que tanto o Consórcio, como o município de Pai Pedro estão atentos às normas que regem o setor turístico da região, do Estado e do país e que será sempre parceiro nas boas iniciativas do setor. Prova disso é o apoio incondicional que o Consórcio União da Serra Geral vem dispensando na estruturação do Serratur e na sua manutenção.